quinta-feira, 9 de agosto de 2012

"Leite é amor"

Letícia Thompson diz q Amar é colocar as necessidades do outro acima das nossas próprias necessidades, sem que isso nos diminua. O verdadeiro amor não cabe em almas pequenas. Amar é acreditar quando todos duvidam. É ouvir a voz do coração quando nenhuma outra pessoa consegue escutar.
Fui convidada pela amiga Nívea Fróes do blog: mildicasdemae, para participar da blogagem coletiva, q ela está promovendo. Esta, com tema pra lá de importante, amor de mãe, embasado na amamentação, e ainda por cima, com um objetivo transcendente: incentivar a "doação de leite materno", aos bancos de leite.
Pois bem, puxa a cadeira e sente, pq deste tema - amamentação, tenho mestrado e até doutorado, diga-se de passagem (acho q abusei um pouco) rs.
Diz a minha experiência, (estou me achando), q todas são chamadas, mas nem todas classificadas, como num concurso sabe? muitas mães se preparam, para o momento intitulado único, e muitas das vezes, não por falta de esforço, não conseguem chegar lá. Frustração, frustante, frustenta...
Por isso, a necessidade de terem criado, os santos bancos de leite, acho uma iniciativa magnífica, desta infelizmente não pude participar (bico), uma vez q, tudo o q produzia era consumido pela Mel, minha abelhinha fora muito exigente no seu primeiro ano de vida, e no segundo também (rs), mamava, o dia e a noite toda. Não sobrava nada, nem minhas forças...(rs). A cerca de três meses as mamadas foram se espessando, apenas três mamadinhas ao dia, depois duas, e agora dia sim, outros não...
A pouco mais de um mês, ela vêm se desapegando totalmente, como eu disse a um tempo atrás, no outro post sobre este mesmo assunto, essa seria uma decisão nossa, tomada de comum acordo, embora tenham sido muitos, os q queriam nos forçar a findar, com este momento nosso, só nosso, e como foi assim, serenamente, não houve aquele chororô infindo (meu, sem sombra de dúvidas).
Na minha última consulta, ao Ginecologista, ele me disse q eu tinha q parar de amamentar, q meu leite não servia mais, de nada para ela, e abriu uma gavetinha de sua mesa, pegou um vidro, e disse: -toma este remédio para secar o leite, eu disse: -sim,  tomarei este para secar, e qual eu tomo para minha cabeça. Ele não captou, aliás ninguém compreende, pois, convenhamos q é uma empreitada um bucado  (modéstia) puxada, e moral da história: não tomei remédio nenhum.
Hoje, eu não quero falar da primeira mamada, nem das quantas/tantas, realizadas durante estes 2 anos e meio. Quero falar, desse amor exímio, q nasce junto com a amamentação, dentre os diferentes "momentos" q já vivenciei eu posso afirmar, q este é sagrado. Doamos amor em gotas leitosas, e recebemos um chafariz de felicidade.
Todos os dias, quando minha doce Mel acorda, ela vêm correndo para mamar, e quando ela termina, me abraça bem forte, e diz MO (fusão de mãe com amor) eu te amo! 
Sobre meu amor... É infinito. É a junção de todos os sinônimos dados para muito. É olhar carinhoso e preocupado, noites escuras - em claro, é medo, é cuidado demasiado, é segurar a própria dor, e engolir o choro. É sorrir, cantar, nunca cansar, dançar o créu, (com muita habilidade), é levantar anoite e colocar a mão próximo do narizinho, e o ouvido no peitinho do dela, para se certificar q, está respirando (inúmeras vezes), é pecar pelos excessos excessivos, é doer muito mais em mim o machucado dela, do q nela, é dependência total, minha por ela, (vivo dela e para ela), é superação dos meus limites, é perda da identidade, e ganho de uma certidão de nascimento, e um cartão de vacinas. É amamentar com esse leite-remédio, incansavelmente. É acreditar, e esperar todos os dias por um milagre! 
O amor tudo sofre, tudo crê, tudo suporta, tudo espera. 
(I Coríntios 13.7)
Meu anjo
Agradeço a Deus , por me fazer amor, ou melhor, mãe. Mãe deste anjo, q Ele me deu a honra e a missão de amar, muito mais q a mim mesma. Melissa, vc é a minha vida, eu nasci para ser sua mãe, eu nunca precisei aprender a te amar, pois, eu já nasci te amando. Te amei desde o primeiro dia, aqueeele dia, q peguei o resultado, ou seja, aquele documento precioso, onde continha, a palavra mais linda lida, em toda minha vida: POSITIVO. Te mo, te amo, te amo, te amo hoje, amanhã, depois, e depois, e depois... e sempre e pra sempre!

P.S. A Mel tem dois anos e sete meses, ainda não fala, não anda e não senta, o q ela tem, a medicina ainda não sabe, mas meu Deus sabe, Ele é o criador e sustentador de nossas vidas, e Ele tem cuidado de nós.
                                                       Com amor de mãe: Meiry

7 comentários:

Anônimo disse...

Irmã Meire

Graça e Paz!

Os problemas que em nossa vida surgem, não vem senão para Honra e Glória de Deus.
O que é mistério para os homens não o é para esse Deus Soberano, médico dos médicos...
Estamos orando por sua filha na esperança que Deus, que nos amou primeiro, conhece o seu coração
e as suas necessidades.

Por favor, compartilhe comigo o livro de Esdras, capítulo 08 , versículos 21 a 23.
É a palavra de Deus falando ao seu coração!

Que Deus, em sua inefável Graça, continue a abençoando!

Pr. Inaldo Peixoto

Luigia Macena disse...

Oi, Meiry!
Lindas palavras, eu sonho em poder amamentar também!! Acho lindo!
Como vc disse amamentar é uma declaração de amor, né!
Vc é uma mãe maravilhosa, por isso Deus lhe confiou a Mel. Nunca se esqueça disso!
Mil bjus.

Minha Filha Minha Vida disse...

Amiga linda qui postagem mais encantadora, cheia de brilho e tão doce como sua Mel....

Eu não vou dizer que deve ser facil a sua situação mas seu anjinho esta muito bem cuidada e amada por vocês (vc e o maridão)

muitos beijos

Mamãe pela 2ª vez disse...

Meiry como é bom essa parte de nossas vidas de mãe, e agora pela terceira vez vou amamentar se Deus quiser.
De um beijinho em Melissa por mim, Deus abençoe essa pequenina sempre.

Mamãe Roberta Soares disse...

Aodrei seu post. Sua filha tem sorte de ter uma mãe tão querida. O meu post está no meu blog http://matheusmeucoracao.blogspot.com.br/2012/08/leite-e-amor.html

Rose disse...

Lindoooooooooooooooooooooooo....como aquele texto:
"VC É O ANJO ESCOLHIDO POR DEUS PRA MEL".
Amo muito vcs, e eu sou testemunha do que é uma mãe amamentar de verdade um filho, pra vc é a melhor bjinhus

Gisa Hangai disse...

Oi Meiry! Seu amor em ser mãe transborda nas suas palavras. Parabéns! Você é uma mãe bacana! Beijo Gisa Hangai / www.maebacana.com.br

Postar um comentário

Sua visita alegra meu dia♥